Na Pilha!

Witch: é dia das bruxas!

Da edição
por: Régis Fabris
Data: 31/10/2017 | 14:21

O Halloween teve sua origem no paganismo. Foi por volta de 600 a.C que se originaram as primeiras festas na atual Grã-Bretanha, com o principal objetivo de cultuar os mortos. Com o passar do tempo e a incorporação da religião cristã na sociedade daquela região, a celebração virou a vigília do dia anterior a 'Festa de Todos os Santos', comemorado no dia 1º de novembro. Como ela tem origem na cultura inglesa, a festa era conhecida como 'All Hallow's Eve', que significa, 'Véspera do Dia de Todos os Santos'.

Com o tempo, a terminologia foi se transformando na palavra 'Halloween'. Portanto, as origens pagãs de culto aos mortos, e cristãs de cultuar os santos, deram as características da festa que se espalhou por todo o mundo.

Em todo esse contexto, não é de se admirar que as bruxas se tornaram um dos principais símbolos do Halloween. Essas mulheres nada mais eram, na verdade, do que sacerdotisas pagãs que cultuavam deuses de origens celtas (britânicas e irlandesas) e nórdicas.

Conforme explica o professor de História Diego Engel, com o passar do tempo e o aumento da influência da Igreja Católica na população europeia, as bruxas passaram a ser condenadas por cultuarem o satanismo e atentarem contra a Igreja (heresia). O real objetivo do Vaticano neste processo, era diminuir a influência do paganismo na sociedade e catequizar a população para o cristianismo. Por isto, o Tribunal da Inquisição, famoso por julgar casos de heresia, condenou inúmeras destas 'bruxas' à morte na fogueira.

No imaginário popular, segundo Diego, as bruxas praticavam feitiços maléficos, que atentavam contra os princípios cristãos. 'Na realidade, isso nada mais é do que algo inventado para demonizar as bruxas, fazendo com que a população se voltasse contra estes cultos e quem os realizava', explica o professor.

Este imaginário, guardadas as proporções, perdura até hoje, assim como o Halloween. Ficou curioso e quer saber mais sobre esse tema? Vem com a gente nessa leitura!

###

Bruxas da vida real

Priscilla Mückenheim conheceu a Wicca quando tinha 15 anos. Ela conta que sempre teve um lado mais místico, mas foi somente nessa época que soube sobre essa religião que reverencia a natureza.

Foto: Divulgação / Na Pilha!Priscilla conheceu a Wicca com 15 anos de idade
Priscilla conheceu a Wicca com 15 anos de idade

A Wicca, segundo a jovem, resgata crenças antigas, adaptando-as para a realidade atual. Apesar de ter várias vertentes, a religião é baseada no culto de uma Deusa e um Deus, não como duas entidades distintas, mas complementares. No entanto, é o praticante que faz o seu caminho, buscando verdades, autoconhecimento, e sintonia com as energias da Terra.

Mas e onde entram as bruxas nessa história? Priscilla explica que existem vertentes mais ortodoxas da Wicca, em que os adeptos se consideram sacerdotes e sacerdotisas, e celebram datas ritualísticas. Assim, eles se denominam bruxos por causa do resgate aos conhecimentos de medicina natural, feitiços, entre outras práticas.

'Antigamente, eram chamadas de bruxas as curandeiras, mulheres de grande sabedoria que dominavam técnicas medicinais e magias', pontua.

Priscilla conta que para ela, atualmente, a Wicca não é exatamente uma religião.

'Sigo mais como filosofia de vida, dentro de um universo bem mais amplo de referências e vivências. No meu dia a dia, eu procuro manter algumas práticas que aprendi com a Wicca, como técnicas de visualização, uso de ervas e meditação', salienta.

###

As bruxas da ficção

Escolhemos trê bruxas que fizeram história na teledramaturgia do mundo todo e que, por mais que o tempo tenha passado, quando se fala em Dia das Bruxas e Halloween, elas são referência. Vem ver!

Sabrina

A aprendiz de feiticeira usa seus poderes para ajudar seus amigos, mas sempre acontece alguma confusão quando faz os feitiços. As aventuras da bruxinha chegaram a ser contadas em um seriado que ganhou as telonas do mundo inteiro e até virou desenho animado.

Malévola

No longa lançado pela Disney, Malévola é uma garota com chifres e asas que mantém a paz entre dois reinos diferentes. Ela se apaixona pelo garoto Stefan, que a abandona para se tornar líder do reino vizinho. Transformada em uma mulher vingativa e amarga, Malévola decide amaldiçoar a filha recém-nascida de Stefan, Aurora. Aos poucos, no entanto, esse sentimento começa a mudar.

Hermione

Ela estuda na escola de magia e bruxaria de Hogwarts. Amiga do Harry Potter, é dedicada às aulas e permanece ao lado de Harry em todas as aventuras da saga.

###

Dicionário de Halloween

O Halloween é tradicional em países de cultura anglo-saxônica, como Inglaterra, Estados Unidos, Canadá, Irlanda. Aqui no Brasil, essa tradição foi introduzida por meio de escolas de inglês, a fim de ajudar os alunos a aumentarem o vocabulário naquela língua e viverem um pouco da cultura. A seguir, confira lista de palavras úteis elencadas pelo professor Samuel Hubner.

Bruxa - Witch

Morcego - Bat

Abóbora - Pumpkin

Caldeirão - Cauldron

Cemitério - Cemetery

Caixão - Coffin

Traje, fantasia - Costume

Arrepiante - Creepy

Drácula - Dracula

Assustador - Scary

Espírito, fantasma - Spirit, Ghost

Duende - Goblin

Casa mal-assombrada - Haunted House

Assombrada - Haunted

Magia - Magic

Máscara - Mask

Monstro - Monster

Múmia - Mummy

Festa - Party

Poção - Potion

Esqueleto - Skeleton

Superstição - Superstition

Lanterna do Jack (principal símbolo do Halloween) - Jack-o'-lantern