Vamos falar sobre sexo?

No Controle
por: João Pedro Filippe
Data: 19/07/2016 | 18:30

Semana passada foi ao ar na Rede Globo uma cena de sexo entre um casal homossexual, e por causa disso a internet explodiu como se ainda estivéssemos no século passado.

Dando uma lida rápida nos comentários das publicações recentes da Globo, fica evidente que o argumento principal das pessoas é que duas pessoas do mesmo sexo não reproduzem. Enquanto o que foi dito é certo, deixa eu te contar um segredinho: e daí?

O ser humano sendo do jeito que é não tem relações sexuais apenas com o intuito de trazer mais bebês ao nosso mundo já super-populado, ele faz sexo porque gosta e tem prazer. Então por quê dois personagens heterossexuais podem ter uma escandalosa cena de sexo onde o público não reclama nem do horário nem do efeito que tem nas crianças, mas quando duas mulheres ou dois homens trocam uma cena similar com afeto e sentimentos é considerado uma ofensa e inapropriado?

Seriados americanos com cenas de sexo gay ou lésbico também recebem muitas reclamações, mas não é por causa de uma pequena porcentagem de espectadores que elas deixarão de existir. É com cenas assim como a de Liberdade Liberdade que fazemos com que o público perceba que relações homossexuais também são existem, com as pessoas querendo ou não. Ainda há um trajeto muito grande a ser caminhado para chegarmos num lugar onde todos podem demonstrar carinho nas ruas sem serem agredidos, mas com cenas como essa e pessoas que não desistem estamos um passo mais perto.

Ainda falando sobre homossexualidade, o seriado Masters of Sex nos traz um enredo bem interessante relacionado com isso: o chefe do protagonista William 'Bill' Masters descobre que é atraído a homens, mas é casado com uma mulher. Por se tratar da década de 1950, diferenças não são exatamente aceitas pela sociedade - a segunda temporada tem uma bela discussão sobre racismo quando Bill vai trabalhar num hospital regido por negros e sua esposa contrata uma empregada de cor - então ele tem casos com garotos de programa escondido de sua esposa e mais tarde chega a fazer terapia de choque para tentar "virar hétero" e agradar sua mulher. É torturante de assistir, mas retrata como a realidade naquela época era (e para algumas regiões do mundo, ainda é).

Além desta história secundária, a série nos traz como história principal o doutor já mencionado William Masters e sua assistente Virginia Johnson realizando estudos com pacientes para descobrir que efeito o sexo e seus estímulos têm no corpo humano. É um dos melhores seriados da atualidade, por mais que tenha pecado bastante em sua última temporada.

Novidades recentes
O reboot feminino de Caça-Fantasmas estreou nesse fim de semana e tem sido vítima de uma desnecessária campanha machista, mas apesar dos haters o filme tem sido adorado pelo público.
Na quinta-feira (14) foram anunciados os indicados para a 68ª edição dos Emmys, com Game of Thrones levando 23 indicações. A lista completa está disponível no site oficial da premiação.