Que boy é esse?

Da edição
por: Régis Fabris
Data: 23/11/2017 | 15:44

Com rótulos ou sem, os garotos conquistaram o seu espaço na moda, e buscam um estilo que traduza a personalidade. Da barba aparada à camiseta que vestem, mostram que não há limites para os cuidados estéticos, as cores ou o shape das peças.

De acordo com a designer de Moda Camile Ullmann, na moda jovem, se percebe um estilo básico, com pegadas de sportwear. No geral, segunda ela, a palavra de ordem dos garotos é conforto, indiferente do estilo que usam. 'Podemos observar no streetwear, as camisetas, jeans, jogging e sobreposições. A brincadeira geralmente está nas estampas (muito em alta o floral e o camuflado, e os tons pastel, como o rosa e o azul, principalmente) nas sobreposições, que em virtude das nossas temperaturas mais altas, geralmente são usadas em peças mais leves, como as camisas e jaquetas jeans, ou mesmo amarradas na cintura', explica Camile.

Ainda, a profissional diz que há uma brincadeira com as peças de alfaiataria, como as camisas e blazers, que ganham um ar descontraído quando usados com estampas, em modelagens diferentes e junto com peças com ar esportivo. 'Elas se tornam despojadas e podem ir da rua à balada', comenta.

A designer de Moda diz também que o estilo pessoal dos garotos vai depender de vários fatores: as características físicas, o ambiente pessoal e profissional, os recursos financeiros e de tempo, e os gostos pessoais. 'E claro, tudo isso vai mudando, e junto, o estilo também pode mudar'. Conforme explica Camile, é importante entender que a moda deve ser uma aliada, pois ela é o cartão de visitas. Através dela, pode-se demonstrar quem a pessoa é, o que gosta e faz, e como deseja ser vista.

Por isso, atenção, garotos! Para conseguir transmitir a personalidade e as referências, é importante conhecer o próprio corpo, entender o que gosta e o que deseja valorizar. 'Um exercício muito bom e que ajuda a tentar compreender o seu próprio estilo e que pode ser feito diariamente, é o de treinar o olhar para os estilos, e isso pode ser feito analisando o modo como as pessoas se vestem na rua e também utilizando ferramentas para inspiração, como os blogs e redes sociais. O importante é se conhecer', afirma a designer.

###

Os estilos

Os principais estilos que se pode identificar na moda masculina são esportivo, tradicional, elegante, romântico, sexy, criativo e moderno.

Foto: Divulgação / Na Pilha!Esportivo e romântico
Esportivo e romântico
Foto: Divulgação / Na Pilha!Moderno
Moderno
Foto: Divulgação / Na Pilha!Esportivo
Esportivo
Foto: Divulgação / Na Pilha!Moderno
Moderno
Foto: Divulgação / Na Pilha!Sexy
Sexy

Na moda jovem, vê-se muito o estilo esportivo, com peças confortáveis que saem das práticas de esporte e vão também para as ruas; o moderno, que mistura peças básicas com peças de alfaiataria moderna; e o sexy, que utiliza peças com uma modelagem mais justa, exibindo o corpo.

A designer de Moda Camile Ullmann ainda lembra que geralmente são utilizados mais de um estilo para compor os looks, e que eles também podem mudar dependendo da ocasião.

###

O que eles estão usando por aí?

Foto: Divulgação / Na Pilha!Arthur Dornelles é Barbeiro e tem 19 anos
Arthur Dornelles é Barbeiro e tem 19 anos
Foto: Divulgação / Na Pilha!Cristiano Morsch é Desenhista e Projetista e tem 30 anos
Cristiano Morsch é Desenhista e Projetista e tem 30 anos
Foto: Divulgação / Na Pilha!Dayel Bittencourt é Advogado e tem 24 anos
Dayel Bittencourt é Advogado e tem 24 anos
Foto: Divulgação / Na Pilha!Renan Bender é Consultor de Viagens e tem 24 anos
Renan Bender é Consultor de Viagens e tem 24 anos

###

Relato pilhado: Por Régis Fabris

O homem de hoje não mudou. Ele continua sendo aquele mesmo homem de tempos atrás. O que realmente mudou foi o mundo e a sociedade, e assim o papel do homem e as suas responsabilidades tiveram uma nova percepção: o que antes era apenas designado às mulheres, hoje, já não é mais.

A postura de se mostrar machão perante a tudo e para todos vem diminuido muito, embora ainda exista aqueles que dizem 'isso é coisa de mulher', frase essa que deveria ter ficado no século passado.

Acredita-se que, cada vez mais com a igualdade dos sexos, de genêro e de raça, os homens venham mudando seus pensamentos e percebendo que determinadas posições não combinam mais com a época em que vivemos. Depois da 'era Rodrigo Hilbert', aquele que tudo faz, desde cozinhar, cuidar da casa, dos filhos, da horta e até fazer crochê, tenha dispertado os homens para essa nova realidade. 

As mulheres de um modo geral, acabaram também por mudar o seu 'ideal modelo de homem'. Na sua maioria, querem um homem que seja emocionalmente forte ao seu lado, mas ao mesmo tempo, querem um homem mais sensível e flexível à determinadas situações. Essas mudanças, por vezes, têm deixado os homens um pouco confusos também.

Por isso pedimos, vamos com calma, mulheres. Estamos mudando, a passos largos, mas estamos. Sabemos que, quem realmente faz sucesso no século 21, é o homem que não precisa dominar, competir ou mostrar que é o machão da história. Aquele que chora durante o filme, ouve a mulher, cuida da barba e do cabelo, cozinha, divide as tarefas da casa, toma conta dos filhos, e que sabe que, por agir desta maneira e fazer tudo isso, não coloca a sua virilidade em cheque.