Pedestre & Motorista

Da edição
por: Ana Carolina Becker
Data: 27/09/2018 | 12:00

Muitos que hoje são motoristas, já vivenciaram o papel do ciclista e do pedestre. Ou seja, cada um sabe da responsabilidade que possui ao transitar pelas ruas. Na edição do Na Pilha! de hoje apresentamos esses exemplos que falam sobre a importância de se colocar no lugar de cada um, olhar para os dois lados e prestar atenção. Essas são algumas das ações que integram a Semana Municipal do Trânsito de Venâncio Aires que encerra amanhã com atividades de conscientização e de educação. As pessoas precisam voltar seus olhares para essa temática e, sempre que possível, evitar julgar pedestre, ciclista ou motorista. Afinal, cada um já foi esse personagem ou ainda poderá ser. Boa leitura!

 Semana para chamar atenção ao trânsito
O Departamento de Trânsito de Venâncio Aires promove até essa sexta-feira a Semana do Trânsito. A intenção, segundo o chefe do departamento, João Araújo, quer promover a conscientização de todas as pessoas envolvidas no trânsito - pedestre, ciclistas e motoristas.

Entre as diversas atividades que serão promovidas está uma caminhada amanhã, a partir das 9h, com intuito de despertar uma conscientização de todos e para a paz no trânsito. Além disso, a programação deve abranger crianças, jovens e adultos em diferentes ambientes.

Segundo o chefe do Departamento de Trânsito, o maior número de acidentes envolve jovens dos 21 aos 36 anos. 'Sendo a faixa de 35 anos a com maior número (nove acidentes)', afirma.

É importante, segundo Araújo, ao sair de casa deixar o egoísmo, a pressa, o nervosismo, longe da direção. 'Temos que ter empatia, se colocar no lugar do outro de forma harmoniosa, tanto pedestres, ciclistas e motoristas', comenta.

Ter atenção à sinalização, placas de PARE e onde não tiver observar o fluxo da direita e sempre reduzir a velocidade

João Araújo
Chefe de Departamento de Trânsito

Uso do celular
É comum ver condutores usando o celular ao dirigir, de acordo com João Araújo, esse número ainda é baixo na faixa etária de 18 a 21 anos. 'Mas o uso do celular é sim um grande causador de acidentes por falta de atenção', diz. 

 A motorista

Foto: Arquivo Pessoal / Na Pilha!.

Procurando dar voz as pessoas que vivem o dia a dia do trânsito de Venâncio Aires, seja ela pedestre, ciclista ou motorista, o Na Pilha também conversou com a estudante de direito Paula Roberta Pereira, 22 anos. A jovem avalia o trânsito da nossa cidade como tranquilo, porém em horários de pico, ocorrem determinados congestionamentos que dificultam a circulação nas áreas urbanas.

Habilitada desde 2014, Paula considera atitudes como o uso do pisca, fazer a ultrapassagem em locais onde a sinalização permite e sempre pelo lado correto, possam ser ações que amenizam acidentes e deixam o trânsito mais seguro. Um ponto negativo que cita são alguns acessos à cidade e ruas centrais que se encontram em estados precários, quando o fluxo de movimento é muito grande e a sinalização deixa à desejar.

Pedestre

Foto: Arquivo Pessoal / Na Pilha!.

De acordo com o pedestre Luís Fernando da Veiga o trânsito é reflexo dos tempos em que vivemos, quando há um número considerável de carros circulando no município, mas com uma estrutura que talvez não comporte este aumento. Um fator que também considera relevante é o humor dos pedestres e motoristas como marcador importante no trânsito. 'Avalio a agressividade, a pressa e o cansaço como sintomas sociais. Somos pessoas ansiosas, circulando em um trânsito ansioso.'

Fernando tem como um hábito saudável em sua vida a prática de caminhadas e corridas, desta forma pode explorar e observar diferentes pontos no município. 'Circulo bastante pela cidade, como motorista e como pedestre, realizo exercícios físicos nas áreas rurais e principalmente na urbana. Há deficiências envolvendo infraestrutura/investimento e ressalto a insuficiência de uma consciência coletiva permeando o bom senso de todos os lados' salienta.

Leia o material completo na edição impressa da Folha do Mate de hoje.