O retorno de Casual

No Controle
por: João Pedro Filippe
Data: 08/06/2016 | 14:30

Olá, caros companheiros obcecados por televisão. Tudo certo?

Bom, chega de formalidades: a recomendação dessa semana é uma série do ano passado que roubou minha atenção durante o dia em que assisti todos os episódios (!) e que está voltando para sua segunda temporada hoje mesmo - mas ei, não precisa fazer um compromisso sério pra assistir tudo de uma vez só. Pode testar as águas bem de leve, tá?

Estou falando de Casual do serviço norte-americano de streaming Hulu - ou também conhecido como não-Netflix. O seriado é bem legal e fala justamente sobre isso do parágrafo anterior: relacionamentos sem compromisso. OK, não é só sobre isso: com o decorrer dos episódios a história vira um drama familiar misturado com comédia sobre os protagonistas, que incluem uma mãe solteira que não sabe mais como encontrar um cara, sua filha apaixonada pelo professor da escola e o tio dela tentando navegar pela vida aos 20 e poucos anos.

A primeira temporada é recheada de momentos ótimos como quando acontece uma visita inesperada da mãe deles; ou talvez quando uma personagem nova entra e rouba totalmente o holofote ou, principalmente, quando a garota grita pro seu professor que quer transar com ele. Por que bom senso é para os fracos, né? Sei o que você deve estar pensando. 'É mais uma série parecida com Girls?' Sim, e muito, afinal a Lena Dunham foi uma das pessoas que abriu a porta (com ajuda de vários seriados que vieram antes) pra que todos esses seriados sobre estar perdido na vida pudessem existir. Mas Casual é tão boa quanto! Além da narrativa rápida e personagens que te deixam interessado, o seriado conta com uma trilha sonora muito boa e variada, indo desde aquela banda alternativa maravilhosa que ninguém conhece até o que toca na rádio mais pop do mundo.

Também nessa semana temos o retorno de Angie Tribeca, uma série da TBS americana completamente louca, criada pelo Steve Carrell, aquele cara de The Office. Você conhece Family Guy? Por favor, não faça com que eu me sinta velho, diga que conhece. Então, Angie Tribeca é como se Family Guy utilizasse pessoas invés de animação. Os episódios utilizam cada sacada genial e pegadinhas engraçadas que fazem com que minha barriga doa de tanto rir. Falando dos episódios, eles giram em torno da protagonista Angie, uma agente da polícia de Los Angeles que combate casos extremamente aleatórios mas muito bem bolados.

Isso que ainda nem falei das melhores partes: a equipe policial dela tem um cachorro (!) que sabe até fazer bolinha com chiclete (!!), e o elenco de apoio tem tanta gente incrível que chega a ser ridículo. Eu tô dizendo, vale a pena.

Por fim, nessa semana também estreia a segunda temporada de UnREAL, um programa sobre os bastidores de um programa de relacionamento.
Eu disse que teriam programas estreando e voltando no meio dos outros morrendo, né?