O que fazer agora que meus seriados acabaram?

No Controle
por: João Pedro Filippe
Data: 25/05/2016 | 10:00

Acontece todo ano: chega maio e com isso boa parte dos seriados que tanto gostamos encerram suas temporadas ou morrem mais que os personagens em Game of Thrones. É um momento de aflição, desespero, incerteza e frustração por causa dos finais abertos, mas enxugue essas lágrimas pois serei seu farol que mostra um caminho iluminado no meio do escuro e lhe guiarei por essa tristeza toda. Temos, então, essa questão: o que faço agora?

Uma pessoa qualquer diria 'fácil, faz outra coisa com a tua vida invés de ficar jogado no sofá assistindo televisão', mas não! Televisão é rainha, livros são nadinha e se eu não escrever sobre televisão não tem motivo pra existir essa coluna, né?

A volta dos que não foram
Para nossa sorte, alguns seriados costumam começar ou retornar durante essa temporada. The Mindy Project, por exemplo, acabou de voltar de um hiato que pareceu uma eternidade e pode ser assistido a partir de qualquer episódio pela história fácil de acompanhar que possui. É uma comédia que acompanha uma mulher que tem mil encontros por mês tentando encontrar o cara certo e ao mesmo tempo tenta balancear o trabalho com a vida de seu filho. Orphan Black voltou recentemente e ainda tem vários episódios até o fim da temporada, então se você gosta de ficção científica e clones, pode pular esse trem.

Aquele que escapou
Outra solução é assistir aqueles seriados que lhe deram vontade de acompanhar quando estrearam mas por um motivo ou outro ficaram de lado e caíram no Limbo - ou, mais especificamente, na Netflix. Foi assim que comecei com The Flash e Jane the Virgin, que agora são dois dos meus queridinhos e não largo de jeito nenhum. Também para nossa sorte, a Netflix tem produzido cada vez mais e mais seriados, chegando numa quantidade que é impossível de acompanhar tudo ao mesmo tempo. Vai que você encontra um que vale a pena no meio daquele catálogo?

Hábitos antigos são difíceis de se perder
Caso você não encontre nada de interessante no meio dos lançamentos 2015-2016, algo muito legal de se fazer é pegar os DVDs empoeirados daquele seriado que você ama de paixão e assistir tudo de novo enquanto os atuais não voltam - é o que faço aqui e ali com 30 Rock e Parks & Recreation. Esses meses são uma ótima época para rever coisas antigas e lembrar do motivo de gostarmos tanto delas, e sempre tem a oportunidade de descobrirmos mais seriados antigos junto disso e cair numa espiral sem fim de seriados dos anos 90, por exemplo (como Sex and the City).

Maratonas, maratonas e maratonas
Assim como eu tenho House, The Vampire Diaries e reality shows como ferramentas de emergência, sempre é bom ter alguns seriados guardados no fundo da mente caso nenhuma outra solução funcione. Não precisam ser bons, só te distraírem enquanto teus amados não voltam, bem parecido com quando não tem teu sabor favorito de sorvete e você pega o segundo melhor e acaba gostando mais que deveria.