Na Pilha! Awards 2017

Da edição
por: Régis Fabris
Data: 28/12/2017 | 13:00

Se você acompanhou direitinho o ano de 2017, sabe que tivemos grandes lançamentos, especialmente na música e no cinema, muitas causas relavantes, assim como memes engraçadíssimos e palavras que não saíram dos noticiários e das conversas na escola ou no trabalho.

Mas apesar de cada um ter seus ídolos e suas preferências, quais foram os melhores cantores e atores do ano? Qual livro que todo mundo quis ler? E a novela que foi assunto nacional? Nesta última edição do ano, contamos com a ajuda de nossos leitores para eleger os ganhadores da tradicional premiação Na Pilha! Awards. Holofotes e palmas preparadas, aí vai a lista de vencedores!

###

Quem elegeu os finalistas

Para realizar a pesquisa online com leitores, a equipe do Na Pilha! elaborou uma enquete com categorias e seus respectivos finalistas. E quem elegeu quem deveria aparecer nessa lista, foram ex-pilhadas, gurias que por anos se dedicaram a cada edição do caderno jovem, e que sabemos, passam o ano acompanhando o que rola em cada um dos segmentos avaliados. Vem lembrar delas!

Diana Azeredo


Jornalista e pesquisadora

Marília Schuh


Estudante de Jornalismo

Mônica Cruz


Jornalista

Luíza Holtermann


Estudante de Design

Andréia Pinheiro


Relações Públicas

###

Os melhores do ano

Música: Despacito - Luis Fonsi - 28,9%

Clipe: Sua Cara - Anitta e Pablo Vittar - 24,4%

Filme: Extraordinário - 35,6%

Série: Alias Grace - 27,3%

Novela: A Força do Querer - 47,6%

Livro: Extraordinário (R. J. Palacio)

Cantor nacional: Tiago Iorc - 37,2%

Cantora nacional: Anitta - 55,6%

Cantor internacional: Ed Sheeran - 57,8%

Cantora internacional: Dua Lipa - 26,7%

Ator nacional: Mateus Solano - 32,6%

Atriz nacional: Juliana Paes - 43,2%

Ator internacional: Dev Patel - 55,6%

Atriz internacional: Emma Stone - 25%

Personalidade: Muzoon Almellehan - 34,1%

Meme: As previsões do Simpsons sobre política - 18,2%

Acontecimento: Grêmio Campeão da Libertadores - 33,3%

Causa: Mulheres unidas e denunciando agressões e assédios - 42,2%

Palavra: Ranço - 31,1%

###

Opinião by Tainara Schmits

'Começo concordando que 'Despacito' foi a música do ano, mas ao lado de 'Shape of You', de Ed Sheeran. Já no quesito melhor clipe de 2017, destacaria 'Hard Times', da banda Paramore. A estética 80's superou tudo, com figurino lindo e efeitos visuais super cool. Apesar da beleza e sutileza de 'Extraordinário', traria 'Mulher Maravilha' como melhor filme. Ele submergiu o feminismo para a tela do cinema, desde a atriz principal e o enredo polêmico, até à diretora Patty Jenkins, que foi a primeira mulher a dirigir um filme da DC. Também divergindo da maioria, acredito que a melhor série do ano foi '13 Reasons Why', já que deu muito o que falar neste ano, abordando assuntos que devem ser discutidos urgentemente, como o suicídio de adolescentes e o bullying. Como melhor atriz eu destacaria Julia Roberts, por seu papel em 'Extraordinário'. Na área musical, Dua Lipa e Anitta realmente se destacaram no ano, e sou suspeita para comentar, já que sou uma grande fã das duas.'

Opinião by Amanda Preuss

'A pesquisa realizada pelo Na Pilha trouxe alguns resultados diferentes e outros similares aos quais eu havia escolhido. Algo que me chamou bastante atenção foi a palavra destaque, 'ranço', que obteve maior porcentagem. Achei um tanto engraçado, porque acredito que a mesma esteja mais relacionada com a linguagem utilizada pelos internautas, não menosprezando o mundo digital que vem cada vez mais ganhando força na vida profissional e pessoal do ser humano. Entretanto, na minha opinião, 2017 foi o ano que a igualdade teve grande demonstração, tanto nas novelas, como nas músicas e causas sociais, contribuindo assim para a construção de um país com mais paz.
Acredito que a Juliana Paes foi uma atriz de grande evidência , pois interpretou um papel de grande responsabilidade, por representar uma história real. Ed Sheeran e sua música Shape of you rodaram o mundo e foram ouvidas por muitas pessoas, sendo minhas preferências. A série e o ator nacional de maior destaque foram, na minha opinião, 'How to get away with murder' e 'Marco Pigossi'. Como gremista, não poderia optar por resposta diferente a não ser o título do tri da América como o maior acontecimento do ano. E com um número alto, 42, 2% , concordo totalmente que a maior causa de 2017 foram as mulheres unidas denunciando assédios e agressões. Espero que nós representando este gênero sexual continuamos sempre com coragem e buscando valorizar a nossa imagem.'