Jovem brasileira é finalista da feira de ciências internacionais do Google

Tecnologia
por: Mônica da Cruz
Data: 25/08/2016 | 16:00

Foto: Divulgação / InternetMaria Vitória é a única latino-americana classificada no projeto
Maria Vitória é a única latino-americana classificada no projeto

A estudante do Ensino Médio de Londrina, interior do Paraná, Maria Vitória Valoto, 16 anos, é a única finalista latino-americana da feira de ciências internacionais do Google. A Google Science Fair, seleciona os melhores projetos de iniciação científica feitos por alunos de Ensino Fundamental e Médio do mundo todo. O encontro destes selecionados irá ocorrer no dia 27 de setembro.

Para chegar até a final, a regra é inovação. O 'grupo de elite' é composto por 16 estudantes de oito países diferentes, vários com maior tradição acadêmica que o Brasil. Todos têm propostas com potencial para melhorar o mundo. A proposta de Maria Vitória é um novo passo no combate à intolerância à lactose: uma cápsula reaproveitável que, ao ser posta no leite, faz a hidrólise do açúcar.

A hidrólise da lactose, ou seja, a quebra da molécula de açúcar, é parte da digestão em pessoas que podem consumir leite normalmente. Os intolerantes não possuem a enzima lactose, que é responsável pela hidrólise no sistema digestório. Com a cápsula da estudante, o leite já entraria no organismo com a molécula quebrada em dois monossacarídeos menores, a glicose e a galactose, que são mais fáceis de se digerir.

Em entrevistas, Maria Vitória disse não acreditar que foi selecionada, mas que se sente muito orgulhosa em ser a primeira brasileira a ter sido classificada.