Hostels: opção para quem deseja economizar e interagir com diferentes pessoas

Da edição
por: Mônica da Cruz
Data: 14/06/2016 | 10:30

 

Foto: Divulgação / Arquivo PessoalDébora em Praga, na República Tcheca. Na viagem, ela também ficou hospedada em hostel
Débora em Praga, na República Tcheca. Na viagem, ela também ficou hospedada em hostel

A estudante de design Débora Seibert, 26 anos, escolheu se hospedar em hostels pelo custo benefício e, também, pelo ambiente mais jovem que eles possuem. Ao viajar, especialmente para fora do país, Débora escolheu se hospedar em hostels e a lista é mais ou menos assim:

Central Hostel; Oliver Hostel; Jacobs Inn; - Dublin, Irlanda.
Salmon Weir - Galway, Irlanda.
Belford - Edimburgo, Escócia.
Youth Hostel - Bruxelas, Bélgica.
Arty Paris - Paris, França.
YHA - Londres, Inglaterra.
Shelter - Amsterdã, Holanda.
Sandino - Berlim, Alemanha.
Termini - Roma, Itália.
Youth Hostel - Barcelona, Espanha.
E mais em Praga, na República Tcheca; Veneza, na Itália e Lisboa, em Portugal.

Para Débora, geralmente os custos de um hostel são bem menores do que um hotel, até mesmo quartos privados. Segundo ela, por serem lugares onde pessoas mais jovens se hospedam, é possível conhecer pessoas de vários lugares do mundo. O ambiente, conforme a estudante, também é diferente. 'Cada lugar me surpreendeu de alguma forma. Já fiquei em hostel que foi construído dentro de uma igreja, outro que, apesar de ser em uma área central, lembrava muito uma casa de campo', conta.

Foto: Divulgação / Arquivo PessoalO hostel Sandino, na Alemanha, segundo Débora, mais parecia uma casa de campo
O hostel Sandino, na Alemanha, segundo Débora, mais parecia uma casa de campo

Na hora de escolher o hostel ideal, Débora destaca que levou em conta preço, localização e limpeza. Além disso, ela explica que é sempre bom ler as avaliações que o local recebeu de outros hóspedes e conferir a localização, pois muitos deles tem o preço super em conta, mas precisa pegar de dois a três transportes públicos para chegar até os pontos turísticos. Outra dica da estudante, é ver se o local oferece algum tipo de locker para guardar coisas de valor, principalmente em quartos compartilhados.

TOP 5 - Dicas de sobrevivência:

1. Confira a localização do hostel e estude como chegar até ele, principalmente se for chegar a noite. Tenha anotado os meios de transporte para chegar lá, referências e nome da rua para caso tenha que pedir informações.

2. Veja se o local oferece café da manhã. Para quem está 'mochilando' isso faz bastante diferença. Wifi grátis também é uma boa.

3. Se você quiser economizar durante a viagem, veja se o hostel oferece cozinha. Não precisar comer na rua todo tempo faz você economizar uma grana boa.

4. Veja se o hostel atende aos seus objetivos. Alguns ambientes são mais calmos e para descanso. Outros são mais barulhentos e para quem gosta de festa. Dá pra ter uma ideia lendo as avaliações que o hostel oferece. E se ficar na dúvida, não deixa de questionar o hostel. Geralmente os atendentes são super queridos!

5. Se você vai ficar em um quarto compartilhado, relaxe e não tenha frescura. Você estará lidando com pessoas de culturas diferentes.

Foto: Divulgação / Arquivo PessoalDiana com o labrador Dylan,
Diana com o labrador Dylan, 'morador' do hostel em Lima

Acadêmica de Jornalismo e auxiliar administrativa, Diana de Azeredo, 25 anos, optou por se hospedar em hostels, primeiro pelo economia e, depois, as escolhas passaram a se justificar também pelo desejo de interagir com novas pessoas. Ao todo, Diana já ficou hospedada em cinco hostels:

Big Hostel Brasil - Manaus
Hostelling International Lima - Lima
Pousada Natureza Foz - Foz do Iguaçu
Joinville HI Hostel - Joinville
El Misti Hostel Botafogo - Rio de Janeiro

Conforme a acadêmica, suas experiências foram muito positivas e, por isso, percebe mais vantagens do que desvantagens neste tipo de hospedagem. Entre os benefícios, Diana cita a economia e a chance de conhecer pessoas. Entre tantas lembranças de viagens, a acadêmica destaca algumas: 'Lembro de um filhote de siamês que se 'hospedou' no meu colo no hostel de Manaus e de um labrador chamado Dylan, enorme e mando, que 'morava' no hostel de Lima.'

Para Diana, no geral, hostels são ambientes caseiros, com cozinhas coletivas, que reúnem, em sua maioria, estudantes jovens, em quartos individuais e coletivos. As pessoas que frequentam esse tipo de lugar, também costumam ser mais aventureiras, tranquilas e respeitosas. Em 2013, na sua 'estreia em hostel', a acadêmica lembra que ficou muito receosa e seu medo gerou algumas situações engraçadas: ela e a mãe adicionaram a dona do hostel no Facebook, a reserva foi feita com uns três meses de antecedência e Diana ficava pedindo a confirmação a cada 15 dias.

Foto: Divulgação / Arquivo PessoalDiana, de vermelho, com duas colegas do hostel em Manaus
Diana, de vermelho, com duas colegas do hostel em Manaus

'Minhas preocupações, nessa primeira vez, foram com os riscos de ficar em um lugar de pouca higiene, de ter pertences roubados ou de dormir com algum desconforto', relata. Mas, no fim, tudo deu certo e a experiência só serviu para criar ainda mais vontade de conhecer e se hospedar em novos hostels.

TOP 5 - Dicas de sobrevivência:

1. Pesquisar em site, fanpage ou no que puder, as informações sobre o lugar (fotos, comentários de hóspedes). Tenho carteirinha do HI Hostel, uma rede de hostels internacional. Procuro ficar nos hostels registrados ali, que tendem a ser mais confiáveis.

2. Repassar o contato do hostel a algum familiar.

3. Evitar levar pertences de valor (nunca fui roubada, mas já esqueci toalha de banho em hostel).

4. Levar a própria louça, chinelo para banho, necessárie de plástico e álcool em gel (se ficar meio desconfiado da higiene). Afinal, cada hóspede costuma lavar a própria louça depois das refeições e nem sempre os critérios de limpeza são os mesmos.

5. Evitar criar expectativas (ir de boa, pela experiência - nunca é demais lembrar haha)

***

>> Quer dicas de onde se hospedar? O NP é parceiro do Booking.com, que reúne opções de hospedagem, de todos os dias, em vários lugares do mundo. Clique aqui para saber mais.