Fazendo Limonada

No Controle
por: João Pedro Filippe
Data: 24/08/2016 | 14:30

Sempre admirei otimismo e pessoas que conseguem enxergar lados bons nas piores das situações. Assim como super-heróis, essas pessoas são inspirações importantes para o mundo - embora alguns insistam que alegria e generosidade são fraquezas, e ser forte é ter uma expressão facial malhumorada durante o dia inteiro. Vai entender, né.

Com isso em mente, nessa semana trago recomendações focadas em protagonistas que seguem com a cabeça alta e atitude positiva no meio das situações mais catastróficas e tristes que possam acontecer, e isso faz parte do charme dos programas. Embora The Big C e Enlightened sejam produções de canais diferentes, as duas protagonistas possuem o mesmo espírito guerreiro e otimista que segue em frente, seja batalhando câncer ou uma má reputação.

A protagonista de The Big C, Cathy, é uma professora de ensino médio que não sabe o que fazer após ser diagnosticada com câncer e com o tempo aprende a aceitar que a morte é algo que vem para todo mundo e, para ela, apenas está vindo mais cedo e ela precisa se despedir de tudo que ama. Sua jornada é linda (para dizer o mínimo) e inspiradora, similar à de Amy.

Em Enlightened, Amy tem um surto no meio do escritório onde trabalha e tira alguns meses para repensar sua vida e personalidade. O programa nos mostra uma jornada cheia de buracos, e observar a protagonista desviar e consertar os problemas que encontra no caminho para sua felicidade é muito prazeroso.

Ambos seriados são repletos de lições sobre relações interpessoais, abordando reuniões familiares com notícias desagradáveis, a dificuldade de fazer amizades quando se é mais velho, como aceitar
que não podemos fazer nada sobre certos assuntos e, acima de tudo, como administrar tudo isso e não ficar com vontade de enterrar a cabeça na terra feito um avestruz.

Tanto The Big C quanto Enlightened já concluíram suas temporadas finais e o segundo está disponível no serviço de streaming HBO GO -perfeito pra um fim de semana chuvoso, né?

Porém, se você prefere algo mais rápido, O Lado Bom da Vida acabou de entrar no catálogo da Netflix. O filme tem Jennifer Lawrence e Bradley Cooper no elenco, e nos apresenta a dois personagens emocionalmente danificados que encontram conforto um no outro, dentre outras coisas. A obra é baseada no livro homônimo de Matthew Quick, então se televisão e filmes não são sua praia, tá aí um ótimo livro pra ler.

É isso por essa semana, até a próxima!
E fica a mensagem: vamos todos meditar e pensar nas coisas que realmente importam, assim como Don Draper na cena final de Mad Men.