Na Pilha!

Estudante venâncio-airense é selecionada para o Programa Jovens Embaixadores nos Estados Unidos

Da edição
por:
Data: 05/11/2016 | 14:00

Na sexta-feira, 28 de outubro, a Embaixada dos Estados Unidos divulgou os nomes dos 50 estudantes selecionados para participar do Programa Jovens Embaixadores 2017, uma iniciativa social que beneficia alunos brasileiros da rede pública com excelente desempenho escolar, fluência em inglês, espírito de liderança e que são exemplos em suas comunidades. Aos 18 anos, a estudante venâncio-airense do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IF-Sul) Raissá Tatiéli Ferreira de Oliveira é uma dos selecionados para viajar aos Estados Unidos por três semanas e vivenciar as mais diversas experiências.

Segundo Raissá, seu interesse em participar surgiu enquanto realizava pesquisas sobre bolsas para intercâmbio na internet. 'Quando li que as inscrições já haviam começado, procurei um pouco mais sobre o Programa e suas propostas', relata.

'O que mais me motivou a participar foram os objetivos diferenciados desse intercâmbio, que, além de toda a experiência cultural, também possui um cunho social muito forte, o que possibilita, aos Jovens Embaixadores, um novo conhecimento sobre voluntariado, política e sociedade', ressalta a estudante.

Foto: Divulgação / Na Pilha!Estudante do IFSul de Venâncio Aires, Raissá de Oliveira está entre os 50 selecionados para ir aos Estados Unidos através do Programa Jovens Embaixadores
Estudante do IFSul de Venâncio Aires, Raissá de Oliveira está entre os 50 selecionados para ir aos Estados Unidos através do Programa Jovens Embaixadores

No entanto, ser uma dos 50 selecionados - e a única do Rio Grande do Sul - não foi fácil. Com diversos testes no processo seletivo, o Programa reuniu avaliações sobre classe social, idade, engajamento em atividades de responsabilidade social/voluntariado, entre outras exigências. A primeira etapa, de acordo com a estudante, foi um pré-cadastro online, no qual os candidatos preencheram os pré-requisitos. 'Neste formulário, precisei enviar todos os meus boletins, desde o primeiro ano do Ensino Médio, além de carta de recomendação, atestado do meu trabalho voluntário e outros documentos', comenta Raissá. Além disso, uma prova escrita e um exame oral, ambos realizados em inglês, em Porto Alegre, também foram essenciais para sua classificação no Programa.

>> A VIAGEM

Marcada para ocorrer entre os dias 13 de janeiro e 4 de fevereiro de 2017, a viagem aos Estados Unidos reserva momentos e experiências pela capital do país, Washington, D.C., e por diferentes cidades americanas, com hospedagem em casas de famílias voluntárias. Ainda, os jovens selecionados participarão de reuniões com autoridades do governo dos EUA e líderes comunitários, de atividades de voluntariado, visitarão escolas e projetos sociais, e, como representantes da juventude brasileira, farão apresentações sobre o Brasil.

Para Raissá, tudo isso já é motivo de muita expectativa e ansiedade.

'Acredito que a viagem irá agregar muito na minha vida, principalmente no que diz respeito a conhecer novas culturas e pessoas que vivem em outras realidades e que possuem diferentes pontos de vista', afirma ela, acrescentando que, além disso, esta é a oportunidade perfeita para treinar e aperfeiçoar o inglês.