Entre a aptidão e a amplitude do mercado

Da edição
por: Débora Kist
Data: 10/05/2018 | 10:00

Em todas as profissões, uma boa formação acadêmica é indispensável para o exercício profissional. Para futuros candidatos ao mundo da atividade contábil, é recomendado que busquem um curso de Ciências Contábeis alinhado com todas as exigências em termos de conhecimentos, habilidades e atitudes que devem integrar o conteúdo.
Muitos escolhem a profissão por terem uma inclinação para as ciências exatas e gostarem de números. Mas não é só isso, já que se trata, também, de uma ciência social. Motivados pela abertura do curso de Contábeis no campus da Unisc de Venâncio Aires, o Na Pilha! conversou com quem entende tudo do negócio e com quem está começando, mas já se apaixonou pela contabilidade. Confere aí!

Escolher a profissão que se quer seguir não é algo simples para todo mundo. Pode demorar. No caso do venâncio-airense Diego Aguiar da Silva, 24 anos, foram cerca de cinco anos. Foi o tempo entre o término do ensino médio e o ingresso na universidade. Quando decidiu, escolheu Ciências Contábeis. 'Sempre tive aptidão para a área tributária e pesquisei sobre mercado de trabalho e as oportunidade são muitas', explica. Atualmente, ele está no 3º semestre e se diz apaixonado pelo curso. 'Certeza mesmo eu tive com a disciplina de 'Contabilidade Introdutória', que te dá a base para todo o resto.' Esse apreço pela sala de aula é algo pensado também para o futuro. Diego quer fazer o mestrado e se tornar professor. 'Além de um dia dar aula, quero prestar consultoria tributária. Mas o leque de especializações é grande e entendo que a graduação te permite uma carreira e a possibilidade de continuar progredindo.'

Contábeis na Unisc de Venâncio
O curso de Ciências Contábeis da Universidade de Santa Cruz do Sul foi o primeiro curso oferecido pela mantenedora da Instituição, em 1964. Naquela época, o objetivo era suprir as necessidades da área empresarial na região. Agora, depois de 54 anos, ele será oferecido também no campus de Venâncio Aires, com inscrições abertas já neste Vestibular de Inverno. Conforme a coordenadora do curso na Unisc, Márcia Rosane Frey, o motivo é atender a uma reivindicação antiga da comunidade, bem como dos próprios alunos. 'A ideia faz parte de um Protocolo de Intenções assinado pela Unisc com a prefeitura, em junho de 2017', explica. Ainda conforme Márcia, o campus local está preparado e estruturado para receber os alunos. 'São 55 vagas para o curso de Ciências Contábeis. A coordenação em Venâncio, no seu início, estará a cargo do professor Eloi Almiro Brandt.'

Explica aí, professor!
Segundo a professora Márcia Frey, para exercer a profissão não basta ter o diploma de Bacharelado em Ciências Contábeis. É necessário o registro profissional junto ao Conselho Regional de Contabilidade (CRC) do seu estado. Em termos de qualificação e atendimento a padrões internacionais de exercício profissional, para obter o registro, desde 2011 é necessária aprovação no Exame de Suficiência aplicado pelo Conselho Federal de Contabilidade, duas vezes ao ano.
Em 1997, o Superior Tribunal de Justiça definiu que não existe a profissão de Contabilista. Em 2010, com a alteração do Decreto-lei n. 9.245/46 que dispõe sobre atividades dos profissionais da contabilidade, o termo Contabilista foi substituído por Profissional da Contabilidade, que abrange tanto Contadores quanto os Técnicos em Contabilidade.

Fala aí, contabilista!
Seja por aptidão na área, amor à profissão ou influência familiar, o curso de Ciências Contábeis tem motivado muitos jovens a ingressar no mercado de trabalho. Inspirada na família e na vasta área de atuação, Elisa Maria Royer encarou este desafio e fez desta a sua profissão. Formada em 2012, pela Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), desde 2009 a contabilista já atua na área contábil/financeira. A primeira experiência ocorreu durante o estágio no setor de contabilidade da própria universidade. Logo em seguida, a estudante conquistou uma vaga efetiva na tesouraria da instituição e atualmente a jovem, de 28 anos, atua na área financeira de uma multinacional. Durante esta trajetória, em nenhum momento ela se arrepende da escolha. 'O que me motiva na profissão é saber que o curso que escolhi abre muitas possibilidades de atuação e sempre tenho coisas novas para aprender, algo que é fundamental para mim', afirma. De acordo com a profissional, para ter sucesso na área é preciso ter humildade, ser aberto para novos desafios e aceitar mudanças. 'O mercado procura profissionais dinâmicos e comprometidos, que estejam dispostos a dar o seu melhor em sua atuação, que vistam a camisa da empresa, que trabalhem junto aos demais colaboradores para garantir bons resultados', destaca.


Fisk