Em clima de luau

Da edição
por: Taiane Kussler
Data: 19/04/2018 | 13:00

Uma noite intensa envolveu os alunos dos 3º anos da Escola Estadual de Educação Básica Cônego Albino Juchem de Venâncio Aires. Na sexta-feira, 13, os estudantes participaram de um luau promovido pelo CAJ e comemoram de um jeito diferente o término de um ciclo e o início de uma nova fase escolar. A equipe do Na Pilha! acompanhou a festa e conversou com alunos e professores para levar aos seus leitores este exemplo bacana de celebração em um estágio importante na vida escolar desta turma, além de servir como exemplo para outras instituições.

Foto: Divulgação / Tudo & TodasTurmas dos 3º anos comemoraram o início de um novo ciclo, no pátio da escola
Turmas dos 3º anos comemoraram o início de um novo ciclo, no pátio da escola

***

O luau aconteceu no pátio da escola e reuniu as seis turmas de 3º anos, que tiveram um momento único, envolvido de muita música e animação. Os estudantes encararam a proposta e prestigiaram a festa, caracterizados com roupas e adereços. A riqueza dos detalhes do ambiente também foi um dos fatores para que a festa ao ar livre remetesse ao clima do luau.

 

Foto: Divulgação / Tudo & TodasOs professores do CAJ também entrar no clima do luau, ao usar adereços e caracterização
Os professores do CAJ também entrar no clima do luau, ao usar adereços e caracterização para a festa

***

Além da apresentação musical da Celebration Band, os alunos entraram na dança com a participação da equipe do Jef's Studio de Dança. Há um tempo, os alunos dos 3º anos se reuniam na véspera do primeiro dia de aula para comemorar a conclusão do Ensino Médio, no 'Viradão do Terceirão'. Esta atitude contribuía com o baixo rendimento escolar e trazia resultados negativos em sala de aula, por isso, os professores perceberam a necessidade de promover um luau, dentro do ambiente escolar. 'Ficávamos sempre apreensivos com o primeiro dia de aula, pois os alunos dormiam pouco na noite anterior e isso reduzia a produtividade nos estudos', afirma a supervisora da escola, Rosane Lehmen.

A partir deste momento, a diretora Marisa Hansel, a Ju, e a professora Camila Menotti tiveram a iniciativa de propor algo diferente aos alunos, para que eles pudessem interagir entre si, de uma forma saudável e descontraída. 'A escola, sabedora de que os adolescentes vivenciam intensas mudanças físicas, psicológicas e sociais, passando por uma fase associada à experimentação de álcool, propôs para este ano uma nova experiência', afirma a supervisora.

Confira aqui o álbum de fotos do luau do CAJ.

Antes do término do ano letivo de 2017, as professoras idealizadoras da proposta conversaram com os alunos, ao fazer uma reflexão e avaliação sobre o 'Viradão', com a proposta de realizar um luau, no início do ano letivo de 2018.

De acordo com a diretora da escola, Marisa Hansel, o luau é uma experiência nova para ensinar possibilidades diferentes de comemorar, integrar, de festejar e ser feliz.

O que dizem os alunos?

Acho interessante o envolvimento da escola com os alunos. O luau não é apenas uma festa, e sim, um momento de integração entre os estudantes do terceiro ano, que encerram um ciclo para dar início a outro. A E.E.Cônego Albino Juchem, preza pela família e esta proposta envolve o aluno para se sentir como se estivesse em casa. A festa proporciona a descontração e alivia a tensão da rotina em sala de aula, além de proporcionar a formação de novas amizades. A proposta também possibilita uma melhor relação do aluno com o professor, que se estende além da sala de aula para o meio social. Nathalia Dornelles- 17 anos/3º ano


O luau está muito animado e é uma proposta diferente para integrar os estudantes e incentivá-los a evitar o consumo de bebidas alcoólicas durante as comemorações. Este ano, os professores têm investido muito no bem estar dos estudantes, com passeios, eventos, entre outras atividades extraclasse. A ideia de fazer um luau dentro da escola, possibilitou aos estudantes do noturno, um momento de integração, já que, muitos possuem compromissos no decorrer do dia e isto limita a participação em outros eventos promovidos pela escola. É uma maneira de fazer contato com outras turmas e fortalecer as antigas amizades. Letícia Gabriele Weber - 18 anos/ 3º ano

Esta foi uma iniciativa incrível por parte dos professores da escola. A proposta de reunir todos no pátio, faz com que os alunos possam se divertir de uma forma espontânea e saudável. O momento oportunizou o entrosamento entre os estudantes através da dança e da troca de energia. Esta integração foi além da festa, assim que a ideia foi apresentada, os alunos abraçaram a proposta e já se propuseram a auxiliar na organização do evento, antes mesmo da data prevista. Jeanine Beatriz Pereira - 17 anos/ 3º ano

A ideia de organizar um luau foi muito criativa por parte dos professores, nunca tivemos um momento parecido como este, entre os alunos dos terceiros anos. Só temos a agradecer por esta iniciativa de promover a integração de todos. O grupo de formandos está bem unido mas, a partir deste evento, pudemos nos conhecer ainda mais. Todos os alunos adoraram a ideia do luau. Livia Agnes - 17 anos/ 3º ano

A proposta reuniu não apenas a turma de formandos deste ano, como também, todos os estudantes do Ensino Médio para que participassem junto conosco do luau e não se sentissem excluídos do restante do grupo. A diversidade musical e decoração do ambiente trouxe uma energia positiva ao evento. Os alunos puderam usufruir com naturalidade, sem se sentir cafona, aproveitando ao máximo a festa de integração. O luau é uma proposta diferente, principalmente às turmas do noturno, que convivem uma rotina cansativa de provas e trabalhos e puderam fugir da mesmice ao compartilhar de momentos agradáveis e descontraídos. Durante a festa, foi possível perceber que dá para se divertir, dançar e descontrair sem precisar consumir bebidas alcoólicas. Laura Hergessel - 17 anos/3º ano


Fisk