Defendendo o Ijuí Drones há quatro anos, Uilian Gutterres fala sobre sua trajetória no Futebol Americano

Entretenimento
por: Mônica da Cruz
Data: 09/09/2016 | 18:00

No post de hoje, apresentamos para vocês, leitores, o quarterback do Ijuí Drones. Confiram:

Camisa 1 do Ijuí Drones, Uilian Patrique Gutterres, 22 anos, relata que sempre gostou do esporte e acompanhava sempre que possível os jogos da NFL. No entanto, o Futebol Americano só começou a fazer parte, de fato, da sua vida, em 2012, quando entrou para a equipe de Ijuí.

Foto: Arquivo Pessoal / Na Pilha!fdsfs
Para o atleta, o futebol americano só trouxe benefícios para sua vida

Uilian só começou a jogar porque recebeu o convite de um amigo que já fazia parte do time. 'Era para fazer um teste para entrar na equipe e como eu já gostava e acompanhava o esporte, vi que era uma oportunidade de praticá-lo', relembra o jogador.

Foto: Arquivo Pessoal / Na Pilha!hjkjhk
Uilian no jogo contra o Bulldogs F.A, equipe de Venâncio, em Ijuí

Há quatro anos no F.A, Uilian começou jogando como running back (RB), porém a posição que sempre admirou era de quarterback (QB). Em 2013, conforme o atleta, o Ijuí Drones ficou sem QB e com o apoio do coach e dos demais colegas de time, ele foi o escolhido para a posição.

Diferente de muitos jogadores, o QB sempre teve apoio da família. 'Quando comecei a jogar, meu pai quis participar e jogar junto', destaca. Mesmo não jogando mais, o pai de Uilian, bem como o restante da família, o acompanham e incentivam.

Para o QB, ser referência, atuar como líder chamando as jogadas e, principalmente, saber ler os sistemas defensivos da equipe adversária, estão entre os maiores desafios da posição. Além disso, o jogador destaca a necessidade de manter a calma e distribuir confiança aos colegas da equipe ofensiva.

O quarterback deve sempre estar estudando os jogos dos adversários'

Foto: Everton Eifert / Divulgaçãofgfdgfd
No início, Uilian começou jogando como running back, mas depois de algumas situações passou a ser QB

Depois de tantos anos no esporte, Uilian relata que o futebol americano trouxe somente melhorias em sua vida. Com a prática ele ficou mais organizado, responsável e sempre buscando o seu melhor. Sem esquecer, claro, de novas e duradouras amizades.

Segundo o atleta, o F.A está crescendo cada vez mais no país e para quem deseja começar a praticar as dicas são simples: estude bastante sobre o esporte e sobre as posições, se dedique ao máximo nos treinos e sempre escute seus treinadores e coordenadores.

 

>>> Confira também:
Rafael Rodrigues, quarterback do Restinga Redskulls, fala sobre sua trajetória

Conheça a história de Douglas Rodrigues, quarterback do Santa Maria Soldiers


Fisk